Cristianismo Relacionamento Vida

Não reme sozinho

Oi oi 🙂 tudo bem por aí? Espero que sim! Esse é o primeiro texto do mês de julho e eu tenho algumas expectativas pra esse mês. Como eu tenho dito nas últimas semanas, os últimos tempos têm sito difíceis, mas graças a Deus as coisas estão melhorando ❤ Bom, o texto de hoje é um pouco do que eu tenho aprendido nos últimos dias e espero que seja útil pra você também 🙂

O barco

Vamos pensar em uma metáfora. E nessa metáfora a nossa vida é como um pequeno barquinho no enorme oceano da existência… Como é o seu barquinho? O meu eu imagino como um barquinho de madeira com lugar pra mais ou menos quatro pessoas (não sei porque esse número específico mas foi o que veio em mente hahaha). Para onde o seu barquinho está indo e como você dirige ele? Eu não tenho muita certeza para onde estou indo, mas o que eu sei é que quero ir em direção aos sonhos que o Senhor colocou no meu coração (de poder morar em Okinawa, trabalhar de tradutora e professora, impactar a vida das pessoas ao meu redor, ter uma casinha e construir a minha família ^^).

A tempestade e o peso do mundo

E assim como é comum nos oceanos deste planeta chamado Terra, no oceano da existência as tempestades também são comuns. Essas tempestades podem ser as coisas que aparecem inesperadamente na nossa vida e que nós não temos controle. Pode ser alguma enfermidade, algum acidente, algum desentendimento com alguém próximo ou coisas do tipo. O que você faz nessas situações difíceis que estão fora do nosso controle? Sabe, eu tenho pensado um tantinho sobre isso e queria conversar com você sobre essa minha jornada 🙂

Quem está no seu barco?

Enquanto eu conversava com Deus sobre as coisas que eu estava vivendo Ele me mostrou que as situações não eram tão importantes quanto quem estava comigo. Claro que viver situações desconfortáveis é terrível e extremamente angustiante, mas o Senhor me mostrou que se eu permanecesse com Ele eu estaria segura, pois Ele criou este oceano no qual estou navegando e é Ele quem controla todas as coisas, inclusive a tempestade que eu estava enfrentando. Então, a pergunta é… Você quer convidar Jesus para navegar com você no seu barquinho?

Você o convidou, mas e agora?

Você pode já ter convidado Jesus para fazer parte da sua vida, mas você se lembra disso durante o seu dia? Durante a tempestade? Ou você é como eu que se esquece e acaba por tentar remar e sobreviver sozinha? Pois é… Eu convidei Jesus para ser senhor da minha vida e vir reinar no meu coração quando ainda era pequena, mas em algumas situações da vida eu acabo me esquecendo que Ele está no barquinho comigo e que tem total controle das coisas que estão acontecendo e começo a remar sozinha e desesperada sem ao menos dizer a Ele que estou sofrendo e que estou me sentido perdida. Talvez, se eu tivesse tido essa conversa franca antes, eu teria ficado menos angustiada, mas tudo bem 🙂 Independentemente disso, foi uma vivência e com vivências desse tipo que a gente aprende ❤

E é isso galera 🙂 o que você acha sobre esse assunto? Comenta aí embaixo e bora conversar!

Em amor, Dory ❤

Sobre Dory <3

Oi! Eu sou a Dory :) eu amo escrever e por isso criei um blog há uns anos atrás. Um resumo: sou cristã, estudante de Letras, pseudo piadista e humana

0 comentário em “Não reme sozinho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: