Olá! Como vocês estão? Espero que bem bem ❤ Eu estava planejando publicar um texto na Páscoa, mas como era um evento em família (mesmo que só das pessoas daqui de casa) eu aproveitei pra passar tempo com eles e acabei só publicando conteúdo de Páscoa no Instagram. Perdão por isso. No entanto, talvez esta seja a oportunidade perfeita para expor o que é a Páscoa para mim.

Primeiro, a Páscoa ❤

A Páscoa é o dia em que lembramos oficialmente do evento mais importante de todos os tempos. Ela nos lembra que Cristo venceu a morte, nos libertou do pecado e nos convida à eterna. Mas assim como eu disse na introdução desse texto, a Páscoa não é só um dia. Essa frase pode soar um pouco estranha pra você, mas…

Eu quero viver a Páscoa hoje também.

O evangelho, o relacionamento com Deus e tudo mais não são “coisinhas” que a gente tira da caixinha quando é uma data comemorativa ou quando é domingo. Se Cristo entrou nas nossas vidas, então ele é Senhor dos nossos dias, a gente não pode simplesmente guardar ele em um canto qualquer dos nossos corações quando não é um dia “religioso”. Deus nos quer por inteiro.

O desafio do dia-a-dia

Se eu estivesse escrevendo esse texto em uma situação de não-quarentena, este parágrafo, com certeza, seria diferente. Desde que o distanciamento social começou os meus desafios cotidiano mudaram. Antes, o maior desafio era não me deixar ser engolida pelo cansaço da rotina exaustiva. Hoje, o desafio é dominar os meus pensamentos. Por ter que ficar o dia todo em casa, com uma rotina não muito bem definida e com tarefas (que parecem nunca acabarem) dos professores da graduação, eu me vejo imersa nos meus pensamentos quase que o dia todo. Claro que em dias comuns eu também tenho que fazer esforço mental/emocional pra não deixar a ansiedade e a enxurrada de pensamentos me afogarem, mas com a quarentena o esforço pra manter os pensamentos sob controle aumentou bastantão.

A coragem

Apesar de ser um momento difícil, Deus tem usado cada um desses dias para me ensinar aquilo que eu pedi no começo do ano e estava quase me esquecendo. Eu pedi a Deus que me ensinasse a ser corajosa. E isso tem tudo a ver com o versículo da minha vida, que é esse daqui

“Não fui eu que lhe ordenei? Seja forte e corajoso! Não se apavore nem se desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar.”

Josué 1:9

Por muitos anos, a minha força foi desenvolvida e com humildade eu posso dizer que sou uma pessoa forte. Ainda tenho muito o que aprender, mas por tudo o que já passei até agora, eu sei que Deus me fez uma pessoa forte. (A Ele toda a honra e glória por isso!) Entretanto eu percebi que a segunda parte do versículo, a parte de ser corajosa, ainda estava faltando (e muito) na minha vida. E assim, mesmo quando eu estava quase me esquecendo desse pedido, Deus vem trabalhando a coragem em mim.

Cristo e a coragem

E nessa minha jornada de permitir que a coragem seja moldada em mim, eu aprendi a diferença entre confiança e arrogância. Por muitos anos eu acreditei que ser confiante era ser arrogante, por isso eu nunca busquei ser confiante. Mas aí eu aprendi o que a verdadeira confiança é; que é ter coragem de assumir o que penso sem ter medo de alguém dizer que pensa diferente de mim. Como eu sou uma pessoa que sempre buscar fazer o que é certo/correto, acabo tendo medo de estar errada. Sendo que, na verdade, é bom dizer o que eu penso e alguém pensar diferente de mim. É dessa forma que a gente vai construindo a nossa “torre do conhecimento”. Sabe… Eu acho que o meu medo real era que as pessoas me achassem burra ou incompetente. Mas quando Deus começou a tratar tudo isso em mim, Ele me mostrou que eu não preciso me preocupar se as pessoas vão pensar que eu sou isso ou não porque a minha identidade está Nele e só Nele.

Páscoa todo dia e a confiança

E a Páscoa tem tudo a ver com a minha luta diária pra ser corajosa e confiante. A pregação de Páscoa que assisti falava sobre como a ressurreição de Cristo nos liberta. E sabe, eu fui (e sou todos os dias) libertada do medo de ser taxada de burra, ou alguma coisa do tipo. Lembrar do que Jesus fez por mim na Cruz todos os dias é o que me faz continuar e perseverar a cada novo dia contra os meus medos

Com amor, Dory ❤

Ps: Se você ainda estiver nessa vibe de Páscoa como eu, passa no post de Páscoa do ano passado !

Sobre Dory <3

Oi! Eu sou a Dory :) eu amo escrever e por isso criei um blog há uns anos atrás. Um resumo: sou cristã, estudante de Letras, pseudo piadista e humana

0 comentário em “A Páscoa e o dia-a-dia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: