Diário da Dory Uncategorized Vida

Diário da Dory – O bloqueio criativo da quarentena

Olá! Como vocês estão? Espero que muito bem, apesar de todo esse estresse de quarentena. Hoje, como vocês já viram no título, vamos falar um pouco mais dessa experiência de isolamento social. Nesses últimos dias eu percebi que estou mais procrastinadora e menos produtiva e conversando com o meu namorado, percebi que eu precisava me mover e sair da inércia para produzir aqui no blog 🙂 Ou seja, o diário de hoje é sobre o meu processo de deixar a quarentena me tornar uma pessoa improdutiva para uma pessoa motivada e produtiva mesmo durante a quarentena! Espero que vocês gostem do texto e que de alguma forma ele possa ser útil ❤

Como a quarentena me afetou

Pois bem, eu não tinha parado para pensar como esse isolamento social poderia me afetar produtivamente. Eu já tinha pensado (e sentido) os efeitos dela na minha saúde emocional, no meu aumento de apetite e aumento de preguiça (hehehe). Foi então, que na conversa com o meu namorado, eu entendi que minha criatividade e produtividade estavam abaixo do normal. Analisando como as coisas estão hoje eu suponho que dois fatores influenciaram majoritariamente na minha improdutividade:

  • Não poder sair de casa: Okay, não sair de casa é a maior questão para o mundo hoje, mas essa limitação espacial também afeta a capacidade criativa (pelo menos para mim). Isso porque a criatividade (pelo menos no meu caso) é muito influenciada pelas minhas vivências. Durante o meu dia eu passo por diversas experiências e elas me estimulam a pensar em uma solação para algum problema ou dificuldade que eu observei ao meu redor, ou simplesmente algum reflexão desabrocha na minha mente borbulhante. Por isso, ficar em casa e estar “restrita” acaba limitando o meu alimento criativo (espero ter conseguido explicar decentemente a minha linha de raciocínio hahaha).
  • Muito tempo: Como eu já tenho compartilhado com vocês, eu descobri recentemente que eu sou uma pessoa que luta contra o perfeccionismo. Ter muito tempo para fazer as coisas me permite procrastinar mais. E eu procrastino porque tenho medo de criar algo imperfeito.

Saindo da inércia

Conhecendo então os dois fatores que eu percebi que mais me afetam, eu quero agora falar sobre as minhas soluções para esse problema. Recentemente eu tenho acompanhado o perfil @tira.do.papel no Instagram (sugestão do queridíssimo Hideki) que fala sobre produção de conteúdo (principalmente sobre como o perfeccionismo afeta a produtividade) e sugere algumas soluções. E hoje, eu queria compartilhar as principais lições que eu tenho aprendido com esse perfil maravilhoso!

  • Não focar em qualidade, mas em quantidade: Uma das coisas mais importantes que eu aprendi foi que por causa do perfeccionismo eu tendo a não produzir porque eu tenho um padrão muito alto para alcançar. Eu pego o padrão de qualidade de pessoas que eu admiro e quero acalçar ele nas minhas primeiras tentativas. E a solução para isso é produzir em quantidade sem me importar tanto com a quantidade, pois a qualidade vem com a prática!
  • Criatividade se constrói: pois bem, a criatividade pode ser espontânea, mas na maioria das vezes nós precisamos estimular ela 🙂 E o @tira.do.papel dá várias ideias de como fazer isso.

Meu relato sobre a experiência de sair da improdutividade!

Se eu fosse resumir a minha experiência de tentar sair da inércia, essa palavras seria: Surpreendente! Pois bem, vamos colocar em lista as minha impressões 🙂

  • Mudança de postura: Mudar minha postura e me colocar em uma situação em que a minha tarefa era organizar minhas ideias e tarefas além de colocar prazos para que cada uma delas fossem cumpridas deixou tudo muito mais leve. Por eu ter um objetivo claro na mente, foi muito mais fácil colocas as coisas em ordem e realmente fazer.
  • Organização do processo criativo: Colocar primeiro as ideias e depois desenvolver elas me ajudou muito a não ficar desesperada ou desanimada. O que costuma acontecer muito comigo é que eu fico buscando ideias já organizadas, ou seja, ao invés de passar pelo processo criativo, eu exigia de mim ter uma ideia completa e ótima já na primeira tentativa.
  • Colocando prazos: Uma coisa que realmente me ajuda muito a sair da inércia é estabelecer um prazo. Porque eu não tenho a desculpa de “eu faço depois” pra sempre hahahaha.

Então é isso gente, espero que esse texto tenha sido útil pra você 🙂

Em amor, Dory ❤

Sobre Dory <3

Oi! Eu sou a Dory :) eu amo escrever e por isso criei um blog há uns anos atrás. Um resumo: sou cristã, estudante de Letras, pseudo piadista e humana

0 comentário em “Diário da Dory – O bloqueio criativo da quarentena

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: