Olá! Como vocês estão? Espero que bem ❤ Sinto muito por ter deixado novamente o texto da semana para domingo >< nessa nova semana, eu quero publicar entre quinta e sexta! Mas eu sou grata por não ter postado nenhum texto ainda, porque, hoje, uma lição muito importante se organizou dentro de mim. Okay, isso foi um pouco confuso, mas você vai entender HAHAHA xD Ah! Antes de começar o texto definitivamente, eu tenho um informe muito legal! Agora, o blog tem um perfil no Instagram! Segue lá é @fala.dory

O que a literatura me ensinou sobre a vida

Okay, a literatura me ensinou muita coisa sobre a vida. Mas, hoje, quando a Vida me deu uma lição muito importante, a literatura aproveitou a oportunidade e me ensinou uma outra coisa a mais HAHAH. O dia de hoje foi um dia de grandes aprendizados! Pois bem, hoje, a literatura me mostrou que as melhores ideias e ensinamentos da vida são construídos de camada em camada e que no fim são amarrados com chave de ouro HAHAHA. Explico. Não sei você, mas a maior parte das coisas importantes da vida eu fui aprendendo aos poucos. Primeiro você tem contato com a ideia e aos poucos novas camadas de profundidade sobre aquele mesmo assunto são apresentados a você. Por fim, chega um dia em que você tem um insight e tudo faz muito mais sentido do que antes. E depois de um certo tempo o mesmo processo começa de novo.

A sensação de estar errado

Uma das partes importantes para você entender melhor o que eu aprendi hoje, é esse vídeo de TED que o queridíssimo leitor palpiteiro Hideki comentou no texto da semana passada. O resumo vídeo fala basicamente sobre a nossa relação com o erro. O auge da palestra foi quando descobrimos que na verdade nós não odiamos estar errados, mas que nós odiamos perceber que estamos errados (é como aquele desenho do Papaléguas em que o coiote só cai do precipício quando percebe que não exite mais chão, da mesma forma, nós continuamos nossa vida normalmente até percebermos que cometemos um erro ou no enganamos). Mas a conclusão é que errar nos faz buscar uma solução para o nossos problemas. Interessante, não é mesmo?

A lição do dia!

Depois de toda essa “introdução” finalmente eu posso explicar o que eu aprendi hoje. Eu aprendi hoje que eu erro o tempo todo, peco o tempo todo e muito provavelmente eu não vou perceber a maioria desses erros e pecados. Não sei se você também já passou por isso, mas eu estava num momento da vida (na verdade, foi um momento beeem longo) em que eu pensava que eu conhecia todos os pecados que eu cometia e quais eram os meus pontos fracos, os quais eu deveria prestar atenção e ser mais cuidadosa. E isso me tornou uma pessoa com um coração duro e muitas vezes não-misericordioso. Quando eu percebi que eu pecava e não percebia, meu mundo caiu! Eu não estava conseguindo fazer as coisas tão bem quanto eu pensava!

“Senhor, me perdoa pelos pecados que eu não sei que cometi”

Sabe essa oração aí do subtítulo? Eu achava ela uma oração esquisita e pensava em fazer muitas vezes. Isso porque eu pensava que não fazia sentido pedir perdão por algo que eu não sei. “Como eu posso me arrepender por algo que eu não sei o que é?” Era o que eu pensava. Mas minha cabeça mudou no dia de hoje. Quando eu faço essa oração, de pedir perdão pelo que eu desconheço, estou na verdade, reconhecendo que eu sou uma grande pecadora que carece da grande misericórdia do Pai. Logo, a oração faz sentido, ela gera em mim um coração arrependido que entende que é dependente da graça e misericórdia de Deus.

É isso, espero que o texto não tenha ficado muito confuso hehehe. E você? Já teve um insight assim também? Bora conversar nos comentários 🙂

Em amor, Dory ❤

Sobre Dory <3

Oi! Eu sou a Dory :) eu amo escrever e por isso criei um blog há uns anos atrás. Um resumo: sou cristã, estudante de Letras, pseudo piadista e humana

2 comentários em “Imperfeições ocultas

  1. Hideki Nakamura

    Como dizem alguns por aí: “Zerei a vida!!!” Fui citado nominalmente por você!!!! Fique muito feliz que tenha colaborado. 😉 Acho seu blog interessante porque ele traz textos curtos e bem interessantes. Até parece que você tá falando com a gente! 🙂
    Vou aproveitar a fama inesperada e aproveitar que estou com um ponto positivo e dar um novo pitaco. Espero não ser negativado.
    Meu comentário é sobre a frase: “Mas a conclusão é que errar nos faz buscar uma solução para o nossos problemas.” Bem, pelo menos deveria ser assim, não é mesmo? Não sei quanto a você, mas acho que às vezes as pessoas (ou seja eu) não queremos partir para a ação. Por exemplo: eu sei que erro ao não me exercitar. Eu preciso fazer isso – são ordens médicas. Mas, no meu caso, simplesmente saber do meu erro não me faz buscar a solução para o meu problema – que seria apenas caminhar. Acho que sua afirmação está correta, mas a prática é outra.
    Fico feliz que você tenha passado por essa fase terrível da vida: aquela que a gente acha que conhece todos os nossos pecados. Talvez, fazendo um link com o parágrafo anterior, novamente seja questão da gente achar que conhecer (intelectualmente) é a solução para nossos problemas. Não sei se é isso que você tinha em mente ao escrever.
    Acho que essa questão entre saber / conhecer intelectualmente é só uma parte das coisas. Acho que é algo mais profundo – que tem sido motivo da minha leitura recentemente. Alguns versículos para ajudar:
    “Acima de tudo, guarde o seu coração, pois dele depende toda a sua vida.” Provérbios 4:23
    “O coração que sabe discernir busca o conhecimento, mas a boca dos tolos alimenta-se de insensatez.” Provérbios 15:14
    Sobre sua oração, eu fiquei decepcionado kkkkk Pensei que você ia citar Salmo 19.12: “Quem pode discernir os próprios erros? Absolve-me dos que desconheço!” Não sei se foi proposital. Mas se não conhecia, acho que você vai ficar muito feliz em conhecer esse versículo!!!
    Finalizo te ajudando a complementar a sua oração. O Salmo 19 continua assim:
    13 Também guarda o teu servo dos pecados intencionais; que eles não me dominem! Então serei íntegro, inocente de grande transgressão.
    14 Que as palavras da minha boca e a meditação do meu coração sejam agradáveis a ti, Senhor, minha Rocha e meu Resgatador!
    Uma ótima semana menina. Deus te abençoe!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: