AmigosDory

Amigos da Dory especial de natal!

Oi ooooi!! Como vocês estão? Espero que bem! Eu estava morrendo de saudade de vocês ❤ Não sei se você viu, mas avisei na página do Facebook que estava com a saúde debilitada então os textos iam sofrer um pouco de delay pra sair hahaah. Mas hoje estamos de volta com uma reflexão de tirar o fôlego de um dos meus amigos que mais ajudam o blog 🙂 Espero que vocês gostem deste texto tanto quanto (ou mais do que) eu gostei!

Um mundo sem Natal

Por Fábio H.

(Trecho bíblico: Gênesis 3. 1-15)

“No período da criação de Deus, tudo estava em perfeita harmonia entre o Criador e as suas criações. Deus havia criado o homem e a mulher para estarem em comunhão perfeita e cuidarem de um jardim especial chamado Éden. Como alimento, Deus permite que homem, mulher e todos os animais possam se alimentar de todos os frutos das árvores, todos menos um: o fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal (Gênesis 2.17), caso contrário, eles certamente morreriam.

O diabo, disfarçado de serpente, surpreende a mulher ao questionar sobre ela e o homem realmente poderem comer os frutos de todas as árvores do jardim de Deus. Para a serpente, a mulher responde que “todas as frutas são permitidas comer (inclusive o fruto da árvore da vida) exceto a da árvore que fica no meio do jardim, que dá o fruto do conhecimento do bem e do mal (ou fruto da conhecimento)”. 

A astuta serpente alimenta o ego da mulher e a faz questionar se realmente é preciso obedecer a Deus. A serpente faz acender a cobiça sobre este fruto proibido na mulher, e então ela o come. Em seguida, oferece ao homem que também o come. ‘Assim, ambos desobedecem a Deus, cometendo o primeiro pecado da humanidade.

Ao comerem o fruto proibido, os olhos de ambos se abrem, e percebem que estavam nus, e costuram algumas folhas de figueira para cobrirem suas partes íntimas. 

Sabendo que Deus estava passeando pelo jardim, decidem se esconder da Sua presença, pois ambos sabiam que haviam desobedecido a uma ordem do Senhor. 

Deus, então, resolve punir o homem, a mulher e a serpente, mas somente esta última fora amaldiçoada, sendo eterna inimiga da humanidade. A partir deste acontecimento, dá-se início a um eterno combate entre Deus e o Maligno, mas esta guerra espiritual travar-se-á no coração da humanidade.

Em algum momento de sua vida, você já parou para pensar como seria o mundo se você não tivesse existido? Antigamente, quando era criança, eu ficava imaginando como seria se meus pais tivessem quatro filhos ao invés de cinco, se minha família poderia ser mais feliz ou seriam tristes sem mim, como seriam meus colegas da escola, e várias outras coisas.

Este ano passou tão rápido que, quando percebi, estou a alguns dias do Natal e do ano novo. Neste ano, houve vários acontecimentos no Brasil, na América latina e nos demais países. Muitas coisas aconteceram, também, no meu trabalho, em minha igreja, que foram bons e outros nem tanto. Enfim, tudo foi bem corrido e cansativo. Cheguei a pensar se eu teria condições de comemorar o Natal, tanto aqui na igreja, como junto com meus familiares, com os familiares da minha esposa e com outras pessoas que conhecemos. E, só de pensar me deixava cansado!… Cheguei ao ponto de me questionar: por que temos que comemorar o Natal de um jeito tão frenético, tão corrido? Vários outros pensamentos me vieram à mente: o Natal precisa ser celebrado deste jeito pelos cristãos? Precisamos mesmo nos reunir, comprar e trocar presentes, comer e beber (suco e refrigerante, claro!) muito? Devemos nos reunir nesta data, mesmo sem muita vontade? Como seria o mundo se não existisse Natal?

Porém, lendo o capítulo 3 de Gênesis, pude perceber que, desde a época de Adão, Deus havia prometido o Natal. 

Ao entendermos sobre a promessa de Deus, descrita em Gênesis 3.15, percebemos um sentimento de esperança em Deus, mesmo que Ele tenha condenado o ser humano devido ao seu pecado cometido. Deus é infinitamente misericordioso e justo, e a Sua Graça faz com que nos sintamos sobremaneira constrangidos. Ele nos promete a redenção em Cristo Jesus por nossos pecados, e ainda promete vida eterna ao Seu lado, desde que vivamos de maneira a honrá-lo e glorificá-lo.

A desobediência do ser humano fez com que Deus tivesse que realizar um verdadeiro milagre, no qual somente por meio do sacrifício de um cordeiro perfeito o mundo poderia voltar a ter comunhão com Deus.

Em Gênesis. 3.15, Deus declara que a mulher pisará na cabeça da serpente, ou seja, significa que da descendência humana surgirá o Messias que derrotará Satanás, Romanos 16.20, mas que todos os crentes em Cristo também participarão desta batalha. Deus condena o homem e a mulher, mas não os amaldiçoa, porque ama a criação que havia ficado muito bom. No entanto, Ele amaldiçoa o diabo como uma serpente sorrateira. O diabo é a eterna serpente enganadora da humanidade, que sempre tentará nos enganar, assim como tentou com Jesus quando Ele esteve no deserto; porém, Jesus se consagra como o grande vencedor das tentações lançadas por esta serpente.

A relação da queda do ser humano, isto é, do primeiro pecado e o Natal, é que Deus planejara o envio de Seu Filho Unigênito à humanidade para que o pecado cometido fosse perdoado. E este foi o primeiro passo para o Natal.

Sem o Natal, a humanidade não teria acesso a Deus por meio de Seu Filho Jesus Cristo, e então, o véu que separava Deus, que é o Santo dos santos de todos os seres humanos pecadores nunca teria sido rasgado, e a voz de Deus seria ouvida somente pelos profetas de Israel e de Judá. Os discípulos não existiriam e, portanto, o apóstolo Paulo continuaria sendo Saulo de Tarso, um judeu helenista que haveria de ser doutrinado para se transformar no sumo sacerdote de Israel.

Sem o Natal, o Evangelho nunca sairia dos limites dos povos de língua hebraica; não existiria a Igreja cristã, e a humanidade viveria sob as trevas da maldade e de uma Lei que seria praticamente impossível de ser seguida.  

Sem o Natal, não haveria a presença do Espírito Santo para nos consolar ou para nos dar o entendimento da Palavra de Deus. A comunhão fraternal em Cristo deixaria de existir, e as igrejas as quais conhecemos não existiriam.

Mas, não significa que o pecado foi necessário para que Jesus viesse ao mundo para termos o Natal, mas a consequência do nosso pecado que obrigou Deus a entregar o Seu próprio Filho, sem pecado, como oferta perfeita de sacrifício para salvar toda a humanidade.

Obedecer a Deus é melhor do que temer a Deus, pois tendo comunhão com o nosso Pai Celestial, saberemos o porquê de Deus não permitir que façamos certas coisas.

Adão e Eva desobedeceram a Deus e o pecado entrou no mundo. Jesus precisou sair de Seu trono celestial para reconquistar a comunhão que a humanidade havia perdido. Assim, o Natal é uma data essencial para celebrarmos a vinda do Messias, que tirou o pecado original da humanidade.

A promessa de Deus sobre o Natal prometido nos permite enxergar a cruz que apresentou o sacrifício do Cordeiro perfeito. Sem o Natal, não haveria Jesus, que morreu por nossos pecados e não haveria a sua ressurreição.

Sem o Natal, os eventos mais importantes da humanidade não teriam acontecido. Sem Natal, não haveria a morte e a ressurreição do nosso Messias. 

Diante do que pudemos ver neste trecho de Gênesis. 3.1 a 15, podemos, sim, celebrar o Natal com nossos irmãos, com nossos familiares e com as pessoas que amamos, mas devemos celebrar o Natal como a Graça de Deus para a humanidade pecadora e a vinda do nosso Salvador e Messias Jesus Cristo. Que todos tenhamos um feliz Natal!”

Grata por esta amizade, Dory 🙂

Sobre Dory <3

Oi! Eu sou a Dory :) eu amo escrever e por isso criei um blog há uns anos atrás. Um resumo: sou cristã, estudante de Letras, pseudo piadista e humana

0 comentário em “Amigos da Dory especial de natal!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: