Amor Livro PorQue? Relacionamento Uncategorized Vida

Porque ler… Albert, um jacaré na família

Olá! Como vocês estão? Espero que bem bem 🙂 Já conseguiu descobrir o tema do texto de hoje? Sim, vamos ter review de livro esse mês sim! E o livro desta vez é Albert, um jacaré na família. Você já ouviu falar? Até eu ganhar este livro de presente de aniversário (Obrigada aluninhas Lívia e Laura, vocês são incríveis) eu nunca tinha ouvido falar, muito menos sobre o escritor. Um resumo beeeem simples seria assim:

“Elsie e Homer são casados, mas o casamento não vai tão bem. Talvez seja por que Elsie ainda sinta alguma coisa por um antigo amor, Buddy, ou porque por causa da profissão de Homer, Elsie não possa ir morar na Flórida como sempre quis. Um fato surpreendente deste casal é que um jacaré chamado Albert, mora com eles! E este livro fala sobre a jornada deste jovem casal, um jacaré e um galo (cuja presença não é muito bem compreendida) até o norte dos Estados Unidos com a missão inicial de levar Albert para viver em seu habitat natural.”

Características literárias

Logo no início, na introdução, o narrador (que é o filho de Homer e Elsie, e também autor desta obra) nos conta como ele descobriu que seus já tiveram um jacaré. Ele descreve desta forma:

“Ao longo dos anos, minha mãe fez o que prometeu e me contou sobre como levou Albert para casa. A pedido dela, meu pai também contou seu lado da história. Conforme as histórias iam sendo contadas, normalmente fora de ordem e às vezes do modo diferente em relação à ultima vez que as ouvira, elas se tornaram uma história meio sem sentido e certamente mítica a respeito de um casal jovem que, com um jacaré especial (e, sem motivo aparente, também um galo), viveu a maior aventura de suas vidas enquanto seguia para o norte (…).

Introdução do livro

Ou seja, a narração desta história é uma mistura de fatos de uma viagem inesquecível com um toque de imaginação. E isso é muito maravilho, ao ponto que trabalha com um autor não tão confiável. Ou seja, os fatos narrados podem ser ou não verdadeiros e isso pouco importa, a narração e as aventuras são as estrelas deste livro.

A descrição das ações e personagens, além de muitos acontecimentos, têm um teor meio cinematográfico. Enquanto eu lia, imaginava um filme na minha cabeça e parecia realmente um filme de alta qualidade. Técnicas de enredo e condução de cenas tiveram muita semelhança com o mundo dos filmes.

Personagens

Os personagens, de uma forma geral, são bem demarcados (pelo menos é o que você pensa no começo). Cada um tem a sua característica que logo nas primeiras páginas ficam evidentes. Mas como toda viagem, e principalmente nesta, as pessoas mudam, algumas coisas começam a movimentar dentro de cada um.

Elsie Lavender Hickam

O seu nome não está no título do livro, mas com certeza é a personagem que traz mais emoção ao livro hahahaha. Casada com Homer Hickam (o pai, porque o filho tem o mesmo nome que o pai) e dona de casa, sempre quis ser escritora (na verdade, sempre quis ser várias coisas, mas esta ela repetia constantemente). Elsie é uma mulher forte, tanto quanto as suas convicções quanto com as suas emoções. Durante o livro sentir muitas vezes raiva dela e de seus atitudes azedas, principalmente com Homer (pai), mas fui percebendo que essa era a intenção do autor. Nos mostrar como esta mulher era azeda e como a viagem a estava transformando. No fundo, é uma mulher que mostra a nós verdadeira força de uma mulher.

Homer Hickam (pai)

O homem de poucas palavras e reservado, como os outros mineiros (sua profissão era perigosa e bem danosa à saúde, mas ele gostava do que fazia, pois fazia bem). Sentia muito ciúmes, tanto do jacaré quanto do homem que o enviou. Este homem ama profundamente sua esposa, no entanto, não tem certeza se este sentimento é recíproco. Constantemente em minha leitura, senti empatia por ele. A tristeza que o narrador descrevia, fazia meu coração pesar, e que pesar… Ao decorrer da aventura, vamos descobrindo um pouco mais sobre este personagem tão prático mas ao mesmo tempo tão confuso sobre coisas tão simples.

Minha experiência com o livro

Ao ler este livro, vivi 1001 emoções. Por se tratar de um livro longo, longíssimo na verdade, demorei muito tempo para terminá-lo. E como todo livro comprido, passei por todas as fazes de opiniões sobre ele. No começo eu estava apaixonada. A técnica do autor e seu traço de escrita me encantavam (créditos também à tradutora Carolina Caires Coelho pelo excelente trabalho). Mas depois de vários capítulos, a história parecia repetitiva, onde o cenário mudava, mas as ações e acontecimentos eram os mesmos, comecei a ficar com preguiça de ler hahaha. Tive um longo hiato até voltar a ler o livro, e isso me fez bem! As histórias eram interessantes e os personagens já apresentavam mudanças. Como uma professora de literatura da faculdade costumava dizer, todo texto precisa de um “tempo de gaveta” hahaha.

E é isso galerinha 🙂 gostaram desse review? Espero que sim ~ compartilhe com os amigos e deixe aqui um comentário pra gente conversar!

Em amor, Dory ❤

Anúncios

Sobre Dory <3

Eu me denomino como Dory, uma pequena menina que é super mega atrapalhada e se distrai facilmente. MAS que o coração anseia por fazer amigos e o que é certo (ou pelo menos tentar). Sou cristã, estudante de Letras, pseudo piadista e humana.

0 comentário em “Porque ler… Albert, um jacaré na família

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: