Amor Cristianismo Uncategorized Vida

A humanidade da humanidade

Olá amigos, como vocês estão? Espero que bem ^^ aqui está o tão prometido 2º texto da semana ~ Por enquanto não quero me comprometer a publicar 2 textos por semana, mas eu tenho gostado desse ritmo hehehe o que vocês acham? Okay, recadinhos dados, bora pro tema de hoje!

Sabe, essa semana eu fiquei bem frustrada por não ter conseguido fazer as coisas com as quais tinha me comprometido. Decepcionar pessoas, me sentir inútil e acho que principalmente me sentir irresponsável… Todos esses sentimentos transbordaram em mim, alguns deles são legítimos, como a compreensão da minha irresponsabilidade, mas não o sentimento de inutilidade, pois ele é apenas destrutivo e depreciativo, não trás nenhuma melhoria ou aprendizado. Eu me senti presa num barquinho em alto mar no meio de um tornado. Mas Jesus, como sempre, me salvou de mim mesma e me levou à calmaria… Conversamos muito 🙂 e nessa conversa aprendi algumas coisas, as quais quero compartilhar com vocês, talvez seja construtivo.

 

Divinizando o outro

A primeira coisa que eu entendi é que na maior parte das vezes que eu me rotulo como inútil, eu estou tendo uma visão distorcida do outro. Idealizando as pessoas a minha volta como seres perfeitos e que sempre estão certas. Mas como já sabemos (quando estamos lúcidos) isso não é uma verdade. Enxergar as pessoas que me cercam como divinas me leva a me rebaixar a um nível desumano. Todos os seres humanos são HUMANOS, todos possuem qualidades, defeitos, chulé e principalmente, humanidade. Criar este penhasco entre o eu e o outro leva a uma comparação equivocada e desleal (lembrando que as comparações no geral não nos leva a lugar nenhum, dada a individualidade e peculiaridade de cada um).

Divinizando o eu

Assim como muitas vezes eu divinizo o outro, eu acabo por me divinizar muitas outras vezes. E esta divinização nos leva novamente a uma comparação injusta e arrogante. Quando eu me divinizo, o orgulho, a prepotência e egoismo afloram. E quando o homem está cheio desses sentimentos ele caminha cada vez mais para longe de Deus, até porque o primeiro pecado foi justamente esse.

Ora, a serpente era o mais astuto de todos os animais selvagens que o Senhor Deus tinha feito. E ela perguntou à mulher: “Foi isto mesmo que Deus disse: ‘Não comam de nenhum fruto das árvores do jardim? “

Respondeu a mulher à serpente: “Podemos comer do fruto das árvores do jardim,

mas Deus disse: ‘Não comam do fruto da árvore que está no meio do jardim, nem toquem nele; do contrário vocês morrerão “.

Disse a serpente à mulher: “Certamente não morrerão!

Deus sabe que, no dia em que dele comerem, seus olhos se abrirão, e vocês serão como Deus, conhecedores do bem e do mal”.

Quando a mulher viu que a árvore parecia agradável ao paladar, era atraente aos olhos e, além disso, desejável para dela se obter discernimento, tomou do seu fruto, comeu-o e o deu a seu marido, que comeu também.”

Gênesis 3:1-6

Dessa forma, podemos perceber o quanto esta divinização do ser humano é perigosa e muitas vezes sutil.

20181204_132357

Lembrando da humanidade da humanidade e da divindade de Deus

Uma forma que o Senhor me mostrou para tratar esta minha idolatria é lembrando da humanidade da humanidade, ou seja, a humanidade é humana, e por isso falha. Todas as pessoas do mundo têm defeitos (mesmo que muitas delas não queiram admitir) inclusive eu mesma!

 

“Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus”

Romanos 3:23

 

Mas assim como o humano é falho por ter sua humanidade, Deus é perfeito justamente por sua divindade. E baseada nessa segunda afirmação, eu posso estar confiante que Ele sempre estará pronto a me ensinar a melhorar mais e mais, dia a dia. A paciência do Senhor é tão grande que Ele não desistiu da humanidade (agora, o conjunto de humanos) por tantos séculos. Quando eu sentir que estou caminhando de novo ao caminho da idolatria, quero muito correr para os pés de Deus e clamar por misericórdia e ajuda, pois não sou capaz de vencer o pecado sozinha… E tenho a certeza que Ele nunca me abandonará 🙂 Minha oração de hoje é para que o Eterno não me deixe mais cair neste abismo da idolatria, que o Santo Espírito me incomode para que eu possa caminhar para mais perto Dele a cada dia.

 

Em amor, Dory ❤

Sobre Dory <3

Eu me denomino como Dory, uma pequena menina que é super mega atrapalhada e se distrai facilmente. MAS que o coração anseia por fazer amigos e o que é certo (ou pelo menos tentar). Sou cristã, estudante de Letras, pseudo piadista e humana.

0 comentário em “A humanidade da humanidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: