Relacionamento Vida

Amar ou não amar São Paulo, eis a questão…

São Paulo, alguns amam, outros odeiam, e eu…

 

As pessoas são diferentes e isso é um fato imutável, o que faz de cada um de nós pessoas únicas e insubstituíveis, entretanto opiniões diferentes podem gerar desavenças e inimizades. Existem pessoas que amam o frio e existem pessoas que amam o calor (como eu!), existem pessoas que amam artes abstratas e outras que amam artes minimalistas, e porque não uma que gosta de ambas? Pois é, vivemos num mundo muito diversificado onde precisamos aprender a conviver com as diferenças.

Neste post eu quero compartilhar quais são os pontos que eu simplesmente AMO em São Paulo e também as que eu DETESTO. Você pode até discordar comigo em alguns pontos, mas isso é resultado da diversidade de opiniões que existem no mundo, ocasionada por experiências individuais. Creio que boa parte da minha visão de São Paulo foi influenciada pelo modo como eu me relaciono com esta cidade e pela forma como a minha vida é impactada por ela. Okay, agora vamos aos 3 pontos que eu amo:

 

1 – A aparente proximidade

 

Okay, e o que é esta “aparente proximidade”? É quando algo não necessariamente está perto, mas por conta de alguns fatores, passa a estar. É, acho que exemplificar será mais didático. Aqui nesta super mega cidade, temos uma rede de transporte muito ampla, o que torna mais rápida a locomoção. Eu já morei numa cidade onde o deslocamento dependia de ônibus e de bicicleta. Eu amo os dois meios de locomoção, porém, um era muito demorado e o outro era extremamente cansativo, em alguns casos (como por exemplo ir à cidade vizinha). Mas como nem tudo são flores, temos os pontos negativos (que para mim nem são tão ruins… Normalmente) que é o super lotamento do transporte público e o trânsito caótico. Como eu não utilizo o serviço público em linhas muito cheias não me incomoda muito, e nem dirijo, então não é algo tão horrível.

 

2 – Opções ilimitadas (ou quase)

 

Algo que realmente me encantou por aqui é a alta, incrível e maravilhosa diversidade. Sério, existe opção para TODO o tipo de pessoa, e não é só uma, mas VÁRIAS! Assim, quando eu enjoo de algum point já tenho outro em mente que gostaria de conhecer. Tudo bem que muitas vezes essa lista ampla depende da sua rede de contatos, mas uma pesquisa rápida no Google, pode te ajudar. Esse ar de ter a possibilidade de conhecer novos lugares quando eu quiser (ou quando puder hahaha) me fascina muito! Até porque eu sou um ser extremamente intenso, quando eu gosto de algo, eu REALMENTE gosto daquilo, mas quando eu enjoo, é… Será difícil me convencer em ir novamente àquele lugar.

3 – Economizando money para me locomover

 

Okay, eu sei que eu já dei uma leve comentada sobre isso, mas eu queria colocar neste pedaço do texto os motivos pelos quais eu amo o transporte público (é eu sei que isso pode parecer loucura, mas é possível olhar com bons olhos). Primeiramente, o que mais me levou a realmente ser adepta a este serviço é o fato dele ser bem dinâmico, ou seja, extremamente útil independentemente da situação pois, com apenas uma passagem de metrô eu posso atravessar a cidade, eu posso ir do Jabaquara até Itaquera, só com 3,80! É eu sei que a passagem poderia ser mais barata, mas faça uma comparação de preço: se eu tivesse que ir de carro, o quanto de gasolina, pneu, futuros consertos do carro e principalmente de paciência. Falemos de forma franca, um dos maiores motivos de eu ainda não ter tirado a carteira é o alto custo. Bem, resumindo, gosto muito do transporte público por ele ser bem mais econômico que o privado.

 

Depois de tantos pontos positivos, creio que já chegou a hora de acabar com esse encantamento. São Paulo, assim como todo lugar no mundo tem os seus problemas. Tudo bem que eles podem ser diferentes de pessoa para pessoa, mas que sempre existe problema existe, e aqui estão os meus principais motivos de reclamações.

 

1 – Muito barulho (argh!)

 

Sim! O barulho, aqui é muito, extremamente barulhento. Eu sou uma pessoa que detesta ruído, barulho e coisas do tipo, então viver numa cidade cheia de caminhão, ônibus, carro, moto e avião pode ser “um pouco” estressante. Mesmo morando num ponto até que bem silencioso, basta eu descer à rua até o ponto onde eu costumo pegar ônibus para a barulheira começar a me incomodar.

 

2 – Pessoas rudes pelo caminho (nem todas, mas boa parte)

 

Eu gosto muito de pessoas, gosto muito de conhecer as histórias que elas carregam consigo, dos sonhos que guardam bem no fundo do coração e principalmente da sua visão de mundo, mas em Sampa é meio difícil exercer esse meu “lazer” já que muitas pessoas são ridiculamente insensíveis e mal educadas. Mesmo indo ao mesmo lugar todos os dias, no mesmo meio de transporte lotado, praticamente transbordando, quase ninguém conversa com a pessoa ao lado sobre o tempo, sobre o resultado de um jogo na noite passada. Tudo bem, é possível encontrar seres sociáveis, mas boa parte destes que transitam por esta cidade, nem se quer olham para os lados, elas estão tão fissuradas no celular que se esquecem da existência das pessoas ao seu redor, humanos como ela que podem ser bons amigos, ou nem isso, apenas um bom companheiro de viagem. É, “só” acho que isso me deixa um pouco frustrada.

 

3 – Segurança … kyaa

 

Outra coisa que me deixa apreensiva é a segurança. Eu me sinto extremamente vulnerável à roubos à noite, ou então em áreas menos habitadas e com pouca vigilância. Gostaria muito de poder não me torturar tanta para lembrar se de fato fechei o portão, queria poder caminhar na rua durante a noite sem medo de ser assediada, queria muito, muito mesmo, poder ir à alguns lugares sozinha, sem ninguém me acompanhando por falta de segurança.

 

É… Acho que é isso. Estes são os meus motivos para amar, ou não, São Paulo. E você? Quais são os motivos de felicidade na sua cidade? E os de infelicidade? Me conta aqui nos comentários!

 

Dory ❤

Anúncios

Sobre Dory <3

Eu me denomino como Dory, uma pequena menina que é super mega atrapalhada e se distrai facilmente. MAS que o coração anseia por fazer amigos e o que é certo (ou pelo menos tentar). Sou cristã, estudante de Letras, pseudo piadista e humana.

0 comentário em “Amar ou não amar São Paulo, eis a questão…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: